Qual é o melhor site para criar uma loja virtual grátis?

Para ter o seu e-commerce e conseguir vender seus produtos na internet, é necessário encontrar um site para criar sua própria página. Existem diversos disponíveis, porém alguns são mais adequados para o serviço que outros.

Se você está começando, vai preferir um que seja gratuito ou tenha taxas bem pequenas. Afinal, caso o valor seja alto, provavelmente ele terá que ser repassado para o preço das mercadorias e, assim, você já vai começar atrás da concorrência que tem um site próprio.

Além disso, para quem não conhece as técnicas de programação, quanto mais simples for criar a loja virtual, melhor. Pensando no valor e na facilidade de navegação, uma boa alternativa é recorrer às plataformas de e-commerce, pois elas auxiliam na estruturação do seu negócio.

A seguir, explicaremos como funciona esse tipo de plataforma e quais são as mais interessantes para a sua loja virtual. Continue lendo o post e confira!

Como atua uma plataforma de e-commerce?

A função dela é estruturar a sua loja virtual, sendo que algumas empresas oferecem mais possibilidades de personalização e outras menos. Então, a criação de layout, as categorias do e-commerce e os processos de pagamento, por exemplo, são tarefas da ferramenta.

Existem plataformas que ofertam os seus serviços de maneira gratuita, com versões premium para ter acesso a mais opções, e as que são somente pagas. Para quem está começando, testar por um tempo a versão grátis costuma ser o melhor caminho. Depois, se o proprietário quiser conferir o plano premium, fica a critério dele. 

Uma boa ferramenta, em geral, deve ter estabilidade, para que não cause problemas quando um cliente tentar acessar o endereço virtual, e uma boa usabilidade. Ou seja, um gerenciamento simples, para ajudar quem é iniciante no negócio. Veja ainda se ela oferece suporte para que, caso haja alguma falha, você tenha a quem recorrer.

Não existe o melhor site para criar uma loja virtual grátis. O que há é o local mais apropriado para o momento do seu comércio. No início, normalmente, é uma plataforma de e-commerce gratuita ou quase isso, com taxas bem baixas. Depois de um tempo, ela pode ficar ultrapassada e talvez seja preciso mudar. O principal é ficar atento ao seu estabelecimento e se ele funciona bem no site que foi escolhido.

Quais são as melhores plataformas de e-commerce?

1. Wix

O Wix é, provavelmente, uma das ferramentas mais conhecidas da lista e ele realmente traz diversas vantagens para o comerciante que decide utilizá-lo. Ele é destinado para as pessoas que não têm conhecimento de programação e desenvolvimento de páginas online.

Por esse motivo, a plataforma oferece diversos templates prontos, coleção de imagens e ícones. Além disso, ele libera o acesso a determinados aplicativos que acrescentam funções à sua loja virtual, como o de vale presente e um contador de visitantes. Caso se interesse por algum, preste atenção antes de usá-lo, porque nem todos são gratuitos.

Outro grande benefício do Wix é que ele é otimizado para dispositivos móveis, ou seja, os compradores podem acessar de qualquer aparelho. A plataforma ainda possui cupons de desconto e um sistema que informa a situação dos pagamentos e entregas. Dessa maneira, ela auxilia na administração do e-commerce. Há também a versão premium do Wix que traz outras vantagens para os seus usuários.

2. OpenCart

O OpenCart é simples e, por essa razão, é indicado para lojas pequenas e proprietários que estão começando a atividade no ramo. Ele tem o código aberto, ou seja, qualquer programador consegue alterá-lo. Não se assuste com isso, porque ele é realmente fácil de usar.

A plataforma possui extensões gratuitas e outras bem baratas, o que é uma vantagem quando comparada às demais. Apesar disso, é bem simples administrar sua página, porque os recursos são limitados e não há tantas opções para personalizá-la.

Desse modo, para quem está abrindo o seu e-commerce, o OpenCart talvez seja uma ótima ideia, porque ele cumpre seu papel, sem causar dor de cabeça no gerenciador da conta. Caso a loja virtual cresça, pode ser que seja necessário trocar de plataforma, porém para o início ela é suficiente.

3. Magento

Essa ferramenta é recomendada para quem entende um pouco de programação e já tem mais experiência no ramo de lojas virtuais, porque da mesma maneira que o OpenCart, ela possui o código aberto. A diferença é que o Magento tem funções mais avançadas que o anterior e é indicado para lojas médias e grandes.

O modelo gratuito, que é o Community, tem vários recursos e extensões bacanas para um e-commerce. Por isso e pela possibilidade de personalização, ele é bastante utilizado pelos profissionais da área de programação.

Outra vantagem é o grande suporte do Magento, que é feito pela própria comunidade de usuários. Então, se houver qualquer problema ou dúvida, o proprietário da loja virtual tem a quem recorrer.

4. WooCommerce

Disponibilizada pelo WordPress, a plataforma WooCommerce é uma das favoritas entre os comerciantes. Entre suas vantagens estão: a inserção de facilidades na hora de ver os produtos, como o “zoom”, o acompanhamento do pedido e diversas opções de pagamento, por exemplo, cartão de crédito, Paypal e transferências bancárias.

Assim como o Magento e o OpenCart, o WooCommerce tem código aberto e permite que o dono da loja virtual personalize a página dele. Os usuários gostam da ferramenta porque há muitos plugins disponíveis, como o de chat para atendimento e a possibilidade de fornecer descontos aos clientes. Como a oferta de plugins é realmente bem grande, você pode ficar confuso em um primeiro momento, mas não precisa se preocupar, pois a usabilidade do WooCommerce é boa.

5. Drupal

Essa plataforma é semelhante ao WordPress e muitas vezes comparada a ele, porque é possível criar sites, blogs e e-commerces nela. O Drupal oferece versões gratuitas e premium, mas é viável fazer uma loja atraente apenas com a forma grátis.

Ele tem várias extensões e plugins feitos pela própria comunidade de usuários que podem incrementar sua página, se assim desejar. Além disso, ele também é responsivo, então os clientes podem acessar de qualquer dispositivo.  

O código dele é aberto e permite que você personalize bastante a montagem da sua loja. O inconveniente é que para fazer isso, é preciso saber pelo menos um pouco de desenvolvimento e programação. Caso você já tenha esse conhecimento, essa talvez seja a ferramenta ideal para o seu e-commerce.

Como foi dito, não há um melhor site para criar uma loja virtual grátis. A resposta para essa pergunta depende do momento em que o e-commerce se encontra, o tamanho dele e qual é o desejo do proprietário. Cada uma das plataformas mostradas tem as suas qualidades e defeitos, de acordo com o seu objetivo.

Na hora de escolher qual utilizará, só não se esqueça que por mais simples que a ferramenta seja, ela precisa ter uma boa usabilidade, estabilidade e oferecer suporte para os seus usuários. Depois de saber sobre o melhor site para criar uma loja virtual grátis, o que acha de descobrir quais são os cuidados essenciais com a indexação de um e-commerce?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *