Supply Chain Curso

O curso de Supply Chain é uma demanda crescente do mercado. As empresas estão ávidas por profissionais capacitados e que consigam ajudá-las a aumentar a sua produtividade e a sua competitividade agilizando processos e metodologias aplicadas à cadeia de suprimentos. Estamos vivendo uma época em que as compras virtuais estão crescendo de forma extraordinária e que, por isso, empresas físicas estão apostando todas as fichas em filiais virtuais de seus negócios, com o objetivo de alcançar essa fatia do público consumidor. Uma boa gestão de Supply Chain é fundamental para fazer com que todos os processos aconteçam com rapidez e eficiência, culminando na satisfação do cliente. Veja a seguir o que é o curso de Supply Chain, como ele funciona e quais são as opções disponíveis no mercado.


Imagem sugerida (sem direitos autorais): https://www.pexels.com/pt-br/foto/codigo-de-barras-celular-telefone-celular-entrega-7363196/
Título da imagem (SEO): Supply chain curso

Supply Chain e Logística: diferenças e semelhanças

Muitas pessoas confundem esses dois termos e usam as definições como se fossem sinônimas. Na verdade, são conceitos distintos e, por causa disso, cada um deles reúne um conjunto de atividades diferenciadas, de acordo com sua atuação.

Logística

Podemos definir a logística como o transporte e o armazenamento de mercadorias de um lugar para outro, dentro ou fora do setor de estoque, bem como a organização e gestão de toda a documentação utilizada durante todo esse processo. 

Também faz parte desse conceito as estratégias traçadas para otimização dessas práticas, visando a redução de custos, o uso inteligente dos recursos, a qualidade e segurança dos produtos armazenados.

O objetivo principal da logística é fazer com que todos os produtos adquiridos pelo consumidor cheguem ao seu destino com todas as suas características preservadas e dentro do prazo estabelecido pelo vendedor no ato da compra.

Supply Chain

Já o conceito de Supply Chain é mais amplo. Supply Chain é um termo em inglês que significa “cadeia de suprimentos”. Ela engloba todas as etapas que envolvem a produção de um objeto, desde a captação da matéria prima até a distribuição dos produtos aos clientes.

Assim, o Supply Chain envolve a compra de matéria-prima, o desenvolvimento do produto, a armazenagem, o transporte, a embalagem e a entrega das mercadorias, além de todos os outros pequenos processos que circundam essas etapas.

Podemos concluir, então, que a Logística está dentro do conceito de Supply Chain. Portanto, não querem dizer a mesma coisa. 

Também é por isso que os cursos de Supply Chain não são iguais aos cursos de logística já existentes no mercado. Obviamente, se são termos e tarefas diferentes, não é difícil entender que o ensino de cada área é específico e o curso possui uma grade de matérias também distintas.

O que é o curso de Supply Chain

O curso de Supply Chain é um curso idealizado com o objetivo de formar profissionais tecnicamente capacitados para realizar todas as tarefas inerentes e necessárias à cadeia de suprimentos.

Essa capacitação permite que o profissional execute as funções como um colaborador, mantendo vínculo empregatício com uma empresa e fazendo parte da equipe de trabalho do setor logístico pertencente à organização.

Além disso, ele também sai do curso com conhecimento teórico e prático disponível para montar o próprio negócio ou trabalhar para uma empresa terceirizada, que presta serviços para o setor corporativo.

Atualmente, muitas empresas optam por terceirizar o serviço de logística, realizando parcerias com outras empresas que oferecem o serviço. É uma prática que reduz os custos, facilita o trabalho do gestor, ao mesmo tempo em que garante qualidade, agilidade e segurança durante a execução de todas as transações.

Como funciona

Os cursos de Supply Chain preparam o profissional para atuação completa no mercado de trabalho dentro da área logística. 

Não exige pré-requisito e nem experiência prévia na área de logística, sendo direcionado aos mais variados públicos, como:

  • Estudantes com ensino médio concluído;
  • Profissionais já formados na área de logística ou correlatas;
  • Empreendedores e gestores que desejam aplicar as estratégias nas empresas;
  • Universitários que precisam de cursos de extensão para complementar a grade curricular;
  • Pessoas que não têm prática com logística, mas que desejam aprender e mergulhar nesse novo ambiente de trabalho;
  • Qualquer profissional da área de logística que deseja aperfeiçoar seus conhecimentos na área.

O que o aluno vai aprender

A grade curricular do curso é bastante ampla, reunindo disciplinas teóricas e práticas, com conhecimentos voltados para a execução de tarefas de gestão e também tarefas operacionais. Confira algumas das disciplinas comuns à maioria dos cursos:

  • Gestão financeira e contábil;
  • Learning Manufacturing;
  • Demonstração de resultados (DRE);
  • Indústria 4.0;
  • Custos logísticos;
  • Logística integrada, reversa e internacional;
  • Logística de varejo;
  • Gestão da cadeia de suprimentos;
  • Gestão de produção e operações logísticas;
  • Transporte e distribuição;
  • Estoque e armazenagem;
  • Ciclo de pedido;
  • Marketing e ações estratégicas.

As disciplinas podem variar de um tipo de curso para outro e, principalmente, de uma instituição de ensino para a outra. Mas, no geral, os cursos possuem objetivos similares e cabe ao aluno analisar a grade curricular de cada um antes de efetuar a sua matrícula.

Os cursos de Supply Chain também se diferenciam de acordo com seus formatos, duração e profundidade do assunto. Assim, cada curso tem um público-alvo específico, um público que também pode fazer a escolha de acordo com suas condições financeiras e tempo disponível. Veja mais a seguir.

Tipos de curso Supply Chain

A grande demanda por profissionais da área e também a procura constante por esse tipo de capacitação fazem com que as instituições de ensino ofereçam tipos e modalidades diferentes de curso de Supply Chain. Veja só:

Tipos de curso

Atualmente, não temos um curso de graduação de Supply Chain. O curso de nível superior que chega mais perto disso é o de Logística, um curso tecnólogo, de curta duração e com direcionamento mais prático, voltado para o mercado de trabalho. Além disso, temos as especializações e os cursos livres, como veremos a seguir: 

  • Pós-graduação

O curso de pós-graduação em Supply Chain é destinado a todo e qualquer profissional que já tenha uma formação de nível superior em cursos de tecnólogo, bacharelado ou licenciatura, e queira se aperfeiçoar na área de logística, mais especificamente em cadeia de suprimentos.

O interessado não precisa, necessariamente, ter formação em logística. Ele pode ser graduado em Administração, Comércio Exterior, Engenharia de Produção ou qualquer outra área. 

A especialização, como o próprio nome já diz, tem o objetivo de afunilar o conhecimento do profissional para que ele aprimore seus conhecimentos em uma área sobre a qual ele saiba pouco e precise aperfeiçoar.

O curso pode ser oferecido online ou presencial, tem duração de cerca de 12 meses e carga horária acima de 400 horas. Ao final das aulas, o aluno recebe um certificado de conclusão do curso que deverá fazer parte do seu currículo dali em diante.

  • Cursos de extensão

Os cursos de extensão em Supply Chain só podem ser oferecidos por instituições de nível superior reconhecidas pelo MEC (Ministério da Educação). São direcionados a interessados que estão matriculados regularmente em cursos de nível superior ou que já tenham formação completa.

Os cursos de extensão têm uma duração bem menor do que os cursos de pós-graduação e, por causa disso, não oferecem uma grade curricular muito aprofundada. 

Apesar disso, são cursos importantes para quem deseja conhecer mais um pouco sobre o mundo de logística e cadeia de suprimentos ou ampliar seus conhecimentos na área. 

Os cursos de extensão, geralmente, são ofertados on-line, ou seja, o interessado precisa ter acesso à uma internet de qualidade para assistir às aulas e participar dos demais encontros e trabalhos apresentados durante o período.

Ao final do curso, e tendo seguido todas as exigências da instituição de ensino, o aluno recebe um certificado que garante a sua participação nas aulas. Esse certificado é enviado por e-mail ou, se o curso for presencial, o documento é entregue fisicamente pela própria universidade.

Dependendo da instituição que esteja oferecendo o curso, é possível encontrá-lo na forma gratuita. Contudo, é importante verificar essa informação junto ao setor responsável.

  • Cursos livres

Como o próprio nome diz, os cursos livres são formas mais populares de ensino. Diferentes dos cursos de extensão, os cursos livres podem ser ministrados por qualquer empresa. Eles não costumam seguir nenhuma exigência específica do MEC quanto a isso e nem quanto às disciplinas ministradas.

Esse tipo de curso de Supply Chain é ministrado de forma virtual, ou seja, on-line, com apresentação de videoaulas e materiais em PDF que podem ser baixados pelo aluno, caso ele deseje.

Os cursos livres podem ser encontrados em versões gratuitas ou pagas. Neste último caso, com valores bastante acessíveis. Sem dúvidas, oferecem um excelente custo-benefício para o estudante que deseja aprimorar seus conhecimentos nessa área de trabalho.

Modalidades

Ainda falando em tipos de curso de Supply Chain, temos as diferentes modalidades que dizem respeito à forma como o curso é direcionado ao aluno. Temos três metodologias de ensino, todas elas com perfil e público específico, além de características próprias também. Veja só:

  • Presencial

Os cursos na modalidade presencial são aqueles ministrados, integralmente, dentro de uma sala de aula, naquele tradicional modo de ensino já conhecido por todos. 

As aulas acontecem seguindo um horário específico, que pode ser pela manhã, à tarde ou à noite, e conta com a presença física de professores e alunos. 

Esse tipo de curso é mais raro, uma vez que a internet tem facilitado muito o ensino remoto. Entretanto, sempre é possível encontrar alguma instituição que prefira esse jeito de dar aulas. 

O tipo de curso Supply Chain presencial é mais adequado para quem prefere uma rotina mais fixa de atividades e tem tempo disponível para dedicar um turno do seu dia, ou algumas horas, àquela atividade. 

Além disso, muitos alunos preferem e acreditam que absorvem melhor o conteúdo estudando dessa forma. Então, trata-se de uma opção ainda interessante.

  • Semipresencial

A metodologia de ensino do tipo semipresencial mistura as duas formas de ensino: a presencial e a virtual. Nessa modalidade, algumas aulas são ministradas de forma on-line enquanto outras são executadas apenas em um espaço físico.

Como a grade curricular do curso de Supply Chain pode oferecer algumas aulas práticas, essas aulas são executadas de forma presencial e os assuntos mais teóricos são distribuídos por meio digital.

O curso semipresencial é uma realidade em boa parte dos cursos, pois os tornam mais acessíveis ao aluno, além de ser mais flexível, uma característica muito importante nos dias de hoje em que temos tantas atividades para dar conta.

  • EAD

A modalidade EAD (Ensino a Distância) é a mais comum de todas entre os tipos de curso de Supply Chain e Logística. Nela, o aluno realiza todas as aulas contidas na grade curricular por meio do computador.

As aulas podem ser ministradas ao vivo, mas, geralmente, as aulas são gravadas e o aluno recebe os materiais em PDF para acompanhar. Provas e testes também são virtuais, em uma plataforma criada especialmente para esse tipo de ensino.

As aulas online são uma grande vantagem, não só desse tipo de curso, mas de todos os outros, uma vez que são muito flexíveis e o aluno pode encaixá-las em sua rotina, quase sempre atribulada, cheia de inúmeras tarefas diárias.

O fato das aulas serem gravadas possibilita ao aluno a oportunidade de assistir ao conteúdo em qualquer horário e em qualquer dia da semana que for mais conveniente para ele. Por isso, é a modalidade mais buscada.

Além disso, os cursos online costumam ter valores mais acessíveis, o que também atrai muitos estudantes.

Conclusão

Como pudemos ver, existem vários tipos de curso de Supply Chain, ou cadeia de suprimentos, cada um deles com características que atendem às necessidades variadas de cada estudante. Essa variação é uma resposta importante às exigências dessas pessoas que desejam aprender sobre a área, aperfeiçoar os conhecimentos ou, até mesmo, mudar de profissão. A flexibilidade das modalidades é um dos pontos mais atrativos, além de um mercado repleto de empresas sempre em busca de profissionais capacitados para formar o quadro de colaboradores.

Portanto, se você está buscando um curso de Supply Chain para se especializar, o curso de pós-graduação é a sua melhor escolha. Caso queira iniciar no mercado, saber como funciona, pode optar pelos cursos livres ou de extensão. Contudo, lembrando que os cursos de extensão exigem que o aluno seja formado ou esteja frequentando um curso de nível superior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.