Vender produtos sem estoque físico

Criar um e-commerce é o desejo de muitos empreendedores devido à praticidade desse negócio, ao sucesso que ele vem fazendo entre os consumidores e ao seu custo. Afinal, em uma loja virtual não é necessário contratar diversos vendedores e ter um espaço físico para vender os produtos.

Entretanto, muitos empreendedores acabam desistindo de criar uma loja virtual quando veem quanto custa para manter um estoque físico. O valor realmente é elevado quando comparado aos demais custos de uma loja virtual, porém não é preciso desistir da ideia, porque é possível vender sem estoque.

Essa é uma ótima opção para quem deseja criar um e-commerce, mas não tem muitos recursos para começar o negócio. Se você quiser saber como funciona esse tipo de venda e como começar a vender sem estoque em sua loja virtual continue lendo o nosso post e confira!

O que é vender sem estoque para loja virtual

Vender sem estoque para loja virtual é uma atividade possível e, inclusive, muitos empreendedores já estão realizando essa prática devido às vantagens que ela apresenta em comparação com outros modelos de negócio.

Mas, antes de entrar nesse meio você precisa analisar bem dois pontos essenciais: em qual nicho de mercado deseja trabalhar e qual tipo de venda sem estoque quer utilizar em sua loja virtual.

Definir bem o seu nicho é fundamental, pois nem todos funcionam de forma adequada com esse modelo de negócio. Então, você precisa pesquisar e escolher um que lhe agrade e que também funcione com esse tipo de e-commerce.

Em seguida, você deve estudar os tipos de venda sem estoque para decidir qual é a melhor opção para os seus produtos e, consequentemente, para a sua loja virtual.

Tipos de venda

Atualmente, existem 3 modelos principais de venda sem estoque utilizados pelos empreendedores. É importante lembrar que não existe um tipo melhor que o outro, mas sim um que lhe agrada mais e que funciona com os produtos que você deseja comercializar. Esses 3 tipos de venda são:

Dropshipping

Nesse modelo, a principal função do empreendedor é vender o produto enquanto a entrega é responsabilidade do fornecedor. Mas, como esse tipo de venda funciona?

O empreendedor cria um e-commerce, anuncia as mercadorias de seu fornecedor e recebe os pedidos de compra. Em seguida, ele avisa o fornecedor e solicita a entrega diretamente para o cliente. Esse método é interessante, pois permite que o capital de giro seja economizado e que o empreendedor analisa o comportamento dos clientes, além de facilitar a entrega.

Contudo, caso opte pelo dropshipping tome cuidado na hora de escolher os seus fornecedores. Isso é essencial, porque a entrega será responsabilidade deles, portanto, a reputação de sua loja virtual estará na mão desses profissionais. Afinal, se houver qualquer problema, como atrasos na entrega do produto ou se ele chegar para o cliente em más condições, a imagem da sua loja será prejudicada.

Além disso, nesse modelo prefira trabalhar somente com fornecedores nacionais, porque com internacionais você pode ter problemas jurídicos devido a notas fiscais, garantias, entregas atrasadas, entre outros.

Just in Time

Essa modalidade é parecida com o dropshipping, porém nesse caso a entrega é responsabilidade do empreendedor. A logística é a seguinte: a loja trabalha com o estoque do fornecedor e quando uma compra é feita, o empreendedor vai até o fornecedor, realiza a aquisição e entrega para o cliente.

O lado positivo desse modelo de venda é que além de permitir que o empreendedor economize capital de giro e analise o comportamento de seu público, ele dá mais controle ao lojista sobre a qualidade das entregas. Por isso, essa opção geralmente é recomendada para quem está começando no ramo.

Entretanto, se você optar por essa opção também é preciso escolher bem os fornecedores, para que eles não lhe deixem na mão. Ainda, é fundamental que você faça parcerias com fornecedores que estejam próximos a você, para que não seja necessário se deslocar muito para comprar os produtos.

Com prazos

Costuma-se dizer que nesse tipo de venda sem estoque o empreendedor trabalha com o dinheiro do fornecedor. Isso porque ele pega uma determinada quantidade de produtos do fornecedor, mas faz o pagamento a prazo, por exemplo, depois de 30 ou 40 dias.

Dessa forma, o empreendedor pode vender as mercadorias nesse meio tempo, ganhar mais dinheiro e só depois pagar a aquisição dos produtos. Essa opção é interessante, pois dá mais tempo para o empreendedor.

Porém, ela só funciona se o vendedor for muito organizado e conhecer o comportamento dos clientes. Além disso, ele precisa ter a confiança do fornecedor para que esse aceite fazer esse tipo de negócio.

Diferenciais de se vender sem estoque para loja virtual

Vender sem estoque é uma ótima opção para a sua loja virtual, porque como foi dito, com esse modelo é possível economizar recursos. Isso acontece porque não é preciso alugar ou comprar um espaço físico para o estoque e também não é necessário contratar profissionais para trabalharem nesse setor.

Contudo, a economia de recursos não é o único diferencial de ter uma loja virtual sem estoque. Existem outros que também são vantajosos e podem lhe convencer ainda mais que começar um e-commerce sem estoque é uma boa ideia.

Um grande diferencial de vender sem estoque é o melhor aproveitamento do capital de giro. Isso acontece porque como há a possibilidade de comprar produtos somente de acordo com as vendas, os recursos da loja podem ser direcionados para outras finalidades, como divulgação do e-commerce ou melhorias na estrutura do negócio.

Dependendo do tipo de venda sem estoque que você escolher, a função de preparar o produto para a entrega e enviá-lo para o cliente serão do fornecedor. Nesse caso, você terá mais uma vantagem que é não precisar lidar com a logística.

É claro que você deve manter uma comunicação com o fornecedor para se certificar de que tudo está em ordem, porém apenas organizar as compras e envios é mais simples que ser o responsável por tudo. Sendo assim, você terá mais tempo para focar nas vendas e na divulgação de seu e-commerce.

Como começar a vender sem estoque para loja virtual

Agora que você já sabe como funciona vender sem estoque para loja virtual, você precisa seguir certos passos para começar e ser bem-sucedido nessa atividade. Então, veja as tarefas que devem ser cumpridas antes de abrir seu e-commerce sem estoque!

Pense bem no que deseja vender

Lá no começo do texto, dissemos que você deve analisar bem com qual nicho deseja trabalhar porque nem todos funcionam bem com uma loja sem estoque. Mercadorias que são bastante elaboradas, por exemplo, demoram mais para serem produzidas e consequentemente para serem entregues.

Então, se você optar por comercializar esse tipo de produto os seus envios provavelmente vão atrasar com frequência. Isso evidentemente não é bom, pois os clientes ficarão insatisfeitos e a imagem de sua loja será prejudicada.

Comercializar mercadorias que são muito valiosas também não é uma boa opção, pois dificilmente um fornecedor vai topar fazer vendas Just in time ou Dropshipping com esses produtos.

Por isso, o mais indicado para lojas virtuais sem estoque é a comercialização de mercadorias que são facilmente disponibilizadas e têm uma logística mais simples. Procure os nichos desse tipo de produto e veja qual mais lhe agrada. Caso você tenha conhecimento em algum tema específico, como roupas ou papelaria, também é uma boa ideia apostar nele.

Estude seu público e outras empresas do seu nicho

Depois de decidir qual será o seu nicho de atuação, você deve estudar o seu público-alvo. É essencial saber mais sobre os seus futuros clientes para que você seja capaz de agradá-los. Então, descubra informações importantes sobre eles, como faixa etária, gênero, interesses, hobbys, poder de compra, como eles preferem pagar e até se eles acreditam que há algo que pode ser melhorado nesse meio.

Em seguida, você deve analisar as empresas concorrentes. Essa tarefa também é fundamental, porque ao verificar o que elas estão fazendo é possível saber o que está funcionando e o que você pode aprimorar em seu negócio.

Observar concorrentes ainda é importante, porque você tem uma noção melhor dos preços que o público está pagando pelos produtos. Assim, é mais fácil negociar com fornecedores e decidir quanto cobrar por cada mercadoria.

Mas, lembre-se: não copie o que algum concorrente está fazendo. A ideia da análise é apenas ver o que pode ser melhorado e ter noção de preços para poder fazer um negócio justo com fornecedores.

Tenha fornecedores confiáveis

Após adquirir um conhecimento profundo sobre sua área de atuação e seu público, você deve procurar fornecedores confiáveis. Eles são imprescindíveis para quem vai começar a vender sem estoque, pois independente do tipo de venda escolhida, os fornecedores têm um papel muito relevante no funcionamento da loja virtual.

Mas, você pode estar se perguntando: como escolher um fornecedor bom e de confiança? Para isso, existem algumas ações que você deve realizar durante a sua procura pelo profissional ideal. Primeiro, liste todos os fornecedores próximos a você que trabalham com os produtos que serão vendidos em sua loja virtual.

Em seguida, faça cotações com essas empresas e explique sua situação. Isto é, que você está começando e não deseja ter um estoque, então o fornecedor terá que aceitar trabalhar com vendas Just in time, dropshipping ou a prazo.

Além dos preços negociados, observe o modo de trabalho de cada uma das suas opções, visite as empresas, veja se os profissionais dão atenção para os seus clientes e como é o estoque de cada instituição. Caso conheça empreendedores que já trabalham sem estoque, você também pode pedir referências.

E não se esqueça de que o preço é sim muito importante quando o assunto é fornecimento de mercadorias, porém ele não é o único item que deve ser considerado em sua decisão. Afinal, você pode acabar pagando caro por fazer parceria com um fornecedor acessível, mas que não é confiável.

Mantenha-se sempre atualizado sobre o seu setor

Após realizar essas ações, para que o seu negócio continue sendo bem-sucedido, você precisa se manter atualizado tanto sobre o nicho em que atua quanto sobre vendas sem estoque para lojas virtuais.

Dessa forma, seu e-commerce estará sempre se desenvolvendo e crescendo junto aos seus clientes e sua área. É importante salientar ainda que caso chegue um momento em que a parceria com seu fornecedor não seja mais satisfatória, você pode e deve procurar outro.

Mesmo que o seu fornecedor inicial esteja realizando um bom trabalho com você, é interessante procurar outros para melhorar ainda mais os seus serviços. Além disso, para que seu negócio seja atrativo lembre-se de ver como montar uma loja virtual.

Conclusão

Como você pode perceber, ter uma loja virtual e vender sem estoque é perfeitamente possível. Entretanto, para que o e-commerce seja bem-sucedido você precisa escolher bem o seu nicho de atuação, o tipo de venda sem estoque e ter fornecedores confiáveis e de qualidade.

Esse tipo de negócio funciona muito bem no início e é bastante indicado para empreendedores que não têm muitos recursos ou não querem investir tudo no nascimento da loja virtual. Contudo, não é recomendado manter um e-commerce sem estoque a longo prazo.

O ideal é que conforme sua loja virtual vá tendo lucro, você analise o desempenho de seus produtos e vá se preparando para montar o seu próprio estoque. Ter um é importante, porque você não precisa se deslocar para retirar as mercadorias ou ficar em constante comunicação com o fornecedor.

Isso agiliza suas entregas e ainda lhe dá um controle mais elevado sobre elas. Sendo assim, você tem uma capacidade maior de melhorar os seus serviços. O único motivo para um empreendedor vender sem estoque realmente é o custo inicial. Depois, quando a loja já tem vendas regulares e algum dinheiro no caixa, o indicado é montar um estoque.

Quando você for criar o estoque de sua loja, lembre-se de conferir o desempenho de seus produtos para saber quais foram mais solicitados e aqueles que foram menos. Dessa forma, você saberá quais adquirir em maior quantidade.

Seguindo esses passos vender sem estoque físico será uma tarefa mais simples e eficiente. Para saber mais sobre lojas virtuais e vendas na internet não deixe de acompanhar o nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *